domingo, 19 de novembro de 2017
Home / Gul’dan

Gul’dan

Guldan

  • História
  • Poder Heroico
  • Estratégia
Gul’dan era um Orc Xamã do clã Shadowmoon, ele foi o primeiro Orc a se tornar um Bruxo e é creditada a ele a criação da Horda Orc. Em sua busca por poder ele traiu seu povo, incluindo o seu mentor, em favor do senhor demoníaco Kil’jaden. Ele é o criador do Shadow Council e dos Cavaleiros da Morte, e é considerado também um dos mais fortes Bruxos no universo de Warcraft. Ele foi também um fator primário para a invasão dos Orcs em Azeroth. Ele quis também ser conhecido por “Incarnação Sombria” e “Destruidor de Sonhos”. Gul’dan foi morto perto do final da Segunda Guerra. Ele tentou obter o poder de Sargeas de sua tumba, mas foi reduzido a pedaços pelos demônios selados nela. Todo o conhecimento que Gul’dan havia obtido foi selado em seu crânio, que mais tarde viria a ser utilizado como um totem canalizador para energias demoníacas. O crânio de Gul’dan foi utilizado inúmeras vezes por Ner’zhul e pela Burning Legion para criar o caos em Draenor e Azeroth. Isso aconteceu até que Illidan Tempesfúria achou o crânio. Ele teve o crânio de Gul’dan até sua queda em Black Temple. Ele pode ser obtido por jogadores de Wolrd of Warcraft.

Bruxo é a única classe até agora com um lacaio (Lord Jaraxxus) que substitui o herói e concede um novo poder heroico.

Gul’dan é reconhecidamente no universo de Warcraft um dos seres mais poderosos que já existiram. De acordo com Medivh, um dos grandes magos que já existiu, Gul’dan é o Bruxo mais poderoso de todos os tempos. Gul’dan uma vez foi capaz de conjurar um feitiço que dizimou uma aldeia Arakkoa inteira e além de dizimar também destruiu os seus espíritos por completo.

Gul’dan recebeu o título de “Traidor dos Orcs”.

“Observe aqueles que tem poder, e aqueles que não tem medo de obtê-lo. Observe… os Bruxos”. – Gul’dan

life tap hp
Conversão de Vida – Compre um card e receba 2 de dano.

Muitos dos novos jogadores terão uma dificuldade inicial de utilizar a classe dos Bruxos por ele sofrer muito dano para obter vantagem nas cartas e até mesmo conjurar alguns lacaios. Este estilo de jogo está implícito em seu poder heroico, que faz com que você sofra 2 de dano e compre um card. Outra mecânica dos Bruxos que afasta os jogadores mais inexperientes é a das cartas “Fogo d’Alma” e “Súcubo” que faz com que você descarte cards para poder utilizá-las.

Por esse fato de sofrer dano para obter uma vantagem, a classe dos Bruxos conta com uma estratégia muito interessante para poder suprir esse dano sofrido, é a de conjurar o Lorde Jaraxxus que substituirá seu herói voltando a ter 15 de Vida. Essa estratégia é utilizada por tantos Bruxos que seus oponentes podem já estar esperando por ela. Mas mesmo assim é uma poderosa estratégia que pode mudar completamente o jogo.

A conversão de vida dos Bruxos é utilizada para obter a vantagem nas cartas, salvando assim o lugar no seu deck que cartas com essa função ocupariam.  Mesmo que muitas cartas inflijam dano no Bruxo, outras cartas da classe podem ser úteis para minorizar este prejuízo como “Drenar Vida” e “Sifão da Alma”. Outra carta que funciona muito bem por Bruxos sofrerem tanto dano por essa mecânica é “Gigante Derretido” que pode muitas vezes entrar em jogo por um custo muito baixo de mana ou até mesmo de graça por vezes.

Tem sido muito comum nesses dias os Bruxos utilizarem decks de agro, utilizando cartas com baixo custo de mana que infligem certa penalidade como o “Diabrete das Chamas”, “Diabrete de Sangue” e “Súcubo” e até mesmo um poderoso “Lorde Abissal”. Entretanto este tipo de deck é fraco nos estágios finais do jogo e contra habilidades de dano em área, especialmente em conjunção com o abuso do poder heroico Conversão de Vida. Usando este tipo de deck o Bruxo é capaz de finalizar um jogo muito rapidamente com a utilização de buffs poderosos como “Poder Esmagador” e “Fogo Demoníaco”.