quarta-feira, 26 de julho de 2017
Home / Notícias / Brasil na Jornada para a BlizzCon – Coglorin

Brasil na Jornada para a BlizzCon – Coglorin

coglorin

O Hearthstone Americas Championship Qualifier Tournament já chegou e os jogadores classificados já começam a duelar por uma chance de participar no Hearthstone World Championship at BlizzCon 2014, onde vão competir pela glória e pelo total de prêmios de US$250.000.
Cada um destes competidores possui a vitória como objetivo, e além disso, cada um deles traz um gostinho especial nesta jornada! Junte-se à nós neste bate-papo com os jogadores brasileiros classificados!

Como você começou a jogar Hearthstone?
R: Eu estava há mais de um ano sem jogar nenhum jogo, e queria jogar um jogo novo. Vi que o hearthstone tinha sido lançado e como eu já me interessava pelo tipo de jogo que o Hearthstone é, eu achei que valia a pena baixar pra ver se era bom, e foi aí que eu gostei do jogo.

Qual é o sentimento de saber que você está representando o Brasil nas qualificatórias para o Mundial?
R: O sentimento é o melhor possível. Saber que você conseguiu ficar entre os melhores para disputar um campeonato dessa grandeza é muito satisfatório, é sempre bom ver o pessoal br chegando longe nos jogos, porque nesse quesito de jogo os brasileiros muitas vezes são discriminados ou não tem a oportunidade de mostrar que podem bater de igual pra igual com muito cara ai fora.

Qual o seu Deck Favorito de jogar?
R: A minha classe favorita no jogo sempre foi o ladino, era sempre a primeira opção na arena. Na época que eu comecei a entender bastante do jogo e conhecer os decks, eu me identifiquei logo de cara com o miracle rogue. Na época até li um artigo feito pelo Kolento, que me ajudou a entender bastante sobre como funcionava o deck, porque até então eu não o conhecia muito já que não era tão famoso quanto é hoje em dia. Desde então este é meu deck favorito, apesar de ter parado de usar depois que eu peguei o ladino dourado e também porque todo mundo estava usando ele, mas de qualquer forma ainda o considero meu deck principal. É a peça chave em qualquer campeonato que eu participe.

Como é o seu Grito de Guerra no Hearthstone? Algo que você costuma falar muito, ou reclamar muito.
R: Nunca parei para pensar nisso, mas diria que uma coisa que eu sempre faço é ficar chamando o leiloeiro. qualquer jogador de miracle sabe como o leiloeiro é importante rsrs.

Qual a jogada mais insana/divertida que você já fez no jogo?
R: A pouco tempo eu estava jogando uma arena com mago, e tinha 3 daquelas maga que reduz o custo das mágicas em 1 e um Arquimago Antonidas no deck. Teve um jogo que eu estava com as 3 em campo e com o antonidas, eu tinha uma bola de fogo na mão, resultado foi 60 de dano, como todo br hu3 eu dei bola de fogo no campo todo dele e depois matei ele de uma vez só.

Como funciona o seu processo pra testar novos decks?
R: Eu crio o deck conforme me parece ser a melhor build, e peço para algum amigo meu me ajudar a testar ou simplesmente jogo com ele na ladder. Geralmente eu jogo na ladder e independente do deck gosto de jogar contra decks competitivos, porque só assim você poderá moldar o deck para deixá-lo com a melhor build possível. Claro que o deck nunca é fixo, sempre se trabalha a build em cima do meta, aí que entram os slots flexíveis, mas ninguém monta um deck certinho de cara, é preciso testá-lo para ver o que está faltando, e nenhum deck seria o melhor no geral, tudo varia do momento de cada player.

Se você pudesse criar uma carta, como ela seria?
R: Sempre gostei de cartas versáties, certamente seria algum minion com várias habilidades, independente do poder ou do custo, de preferência seria algo com custo baixo de mana, porque eu acho que os minions de custo baixo tem muito mais valor do que os de custo alto.

Se você fosse nerfar uma carta, qual seria?
R: Não nerfaria nenhuma, mas já que tenho que escolher acho que seria o innervate, acho uma carta extremamente forte, mas não faria sentido deixá-la como se fosse uma coin, seria muito fraca.

Tem algum jogador que você quer jogar contra no campeonato?
R: Nenhum em particular, até porque eu já joguei contra todos os jogadores famosos na ladder.

E algum que você esteja nervoso ou com medo de enfrentar?
R: Sempre achei o Kolento e o TidesOfTimes os melhores players do jogo, espero não enfrentar nenhum dos 2, mas se tiver que enfrentar não estarei com medo, apenas tentarei provar que posso ganhar dos melhores jogadores em um campeonato grande.

O que você gosta de fazer fora do mundo do Hearthstone
R: Sempre gostei de sair com os amigos para beber e me divertir, seja em uma festa, churrasco, boate ou barzinho. Gosto muito de jogar futebol (sempre acompanho os campeonatos nacionais e internacionais) e campeonatos de poker. Quando estou em casa gosto muito de ver filmes e séries e também escuto bastante música, até canto junto, mas não nasci para isso rsrsrs.

Acompanhe Coglorin no Twitch!

Gostaríamos de agradecer ao Rafael Nepô por entrevistar todos os jogadores que conseguiram vagas para as qualificatórias. O Nepô joga Hearthstone desde antes do jogo ser lançado e está sempre produzindo novos videos para o “Canal do Nepô” no YouTube.

Fonte: Hearthstone™

Sobre Bruno

Veja Também...

Temporada Ranqueada de Dezembro 2015 de Hearthstone® – Xamã Esmagador

A temporada oficial de dezembro de Jogo Ranqueado de Hearthstone já está disponível – e …

Temporada Ranqueada de Novembro 2015 de Hearthstone® – Mapa do Explorador – Termina em Breve!

A temporada de Novembro de 2015 – Mapa do Explorador, termina no fim do mês, …